sexta-feira, 18 de maio de 2018

Conservatório de Tatuí apresenta duas sessões do espetáculo “Companhia Mambembe de Variedades”


A peça, produzida pela Cia. de Teatro, aborda o amor de mãe e os conflitos que surgem quando o filho sai de casa em busca de seus sonhos

A Cia. de Teatro do Conservatório de Tatuí – instituição da Secretaria da Cultura do Estado – volta ao palco do Teatro Procópio Ferreira neste fim de semana com o espetáculo “Companhia Mambembe de Variedades”. A peça aborda os dramas e conflitos vividos por mãe e filho quando o mais jovem corta o cordão umbilical e sai de casa em busca de seus sonhos. É uma reflexão sobre o amor maternal, com suas virtudes e suas falhas. Serão realizadas duas sessões: sexta, dia 18, às 20h00; e sábado, dia 19, às 18h00. A classificação é para 14 anos e os ingressos já estão disponíveis na bilheteria do teatro.
De acordo com o coordenador do grupo, Rogério Vianna, o trabalho é inspirado livremente na obra “Vem Buscar-me que ainda sou teu” de Carlos Alberto Soffredini – dramaturgia que tem como pano de fundo a peça “Coração Materno” de Alfredo Viviani e a canção homônima de Vicente Celestino. “No espetáculo, a receita do coração materno adicionou em excesso a relação do envolvimento mental entre filho e mãe. Ele, aprisionado ao cordão umbilical, não consegue realizar seus próprios desejos, o que o transforma em um ser sem identidade, incapaz de distinguir a realidade de um pedido quase infantil”, destaca.
O espetáculo utiliza o recurso da metalinguagem, ou seja, é uma peça teatral que mostra os bastidores de uma produção teatral, onde os personagens são atores e também vivem seus dramas pessoais. Atores e personagens se fundem durante a peça, que traz drama, humor e muita música.
 A Cia. de Teatro do Conservatório de Tatuí é um grupo pedagógico-artístico que tem em sua formação alunos bolsistas, professores e monitores. Suas atividades garantem aos estudantes a experiência de atuar ao lado de profissionais, constituindo-se uma ferramenta essencial na sua qualificação para o mercado de trabalho.
Apoio cultural – O Conservatório de Tatuí conta com apoio cultural CCR SPVias e Coop.
SERVIÇO
Cia. de Teatro do Conservatório de Tatuí
Espetáculo “Companhia Mambembe de Variedades”
Rogério Vianna, coordenação
Data: 18 de maio, sexta-feira
Horário: 20h00
Data: 19 de maio, sábado
Horário: 18h00
Local: Teatro Procópio Ferreira
Rua São Bento, 415, Tatuí
Ingressos: R$ 12 (meia-entrada R$ 6)
Classificação: 14 anos





sexta-feira, 23 de março de 2018

Conservatório de Tatuí apresenta “Companhia Mambembe de Variedades”

O espetáculo produzido pela Cia. de Teatro aborda o amor de mãe e os conflitos que surgem quando o filho decide sair de casa em busca de seus sonhos

A Cia. de Teatro do Conservatório de Tatuí – instituição da Secretaria da Cultura do Estado – apresenta, nos dias 23 e 24 de março, o espetáculo “Companhia Mambembe de Variedades”. A peça trata das incertezas e dos conflitos que acometem mãe e filho quando este decide cortar o cordão umbilical e sai de casa em busca de seus sonhos. É uma reflexão sobre o amor maternal, com suas qualidades e seus defeitos. Serão duas sessões, sexta e sábado, às 20h00, no Teatro Procópio Ferreira. Entrada gratuita.
De acordo com o coordenador do grupo, Rogério Vianna, o trabalho é inspirado livremente na obra “Vem Buscar-me que ainda sou teu” de Carlos Alberto Soffredini –  dramaturgia que tem como pano de fundo a peça “Coração Materno” de Alfredo Viviani e a canção homônima de Vicente Celestino. “No espetáculo, a receita do coração materno adicionou em excesso a relação do envolvimento mental entre filho e mãe. Ele, aprisionado ao cordão umbilical, não consegue realizar seus próprios
desejos, o que o transforma em um ser sem identidade, incapaz de distinguir a realidade de um pedido quase infantil”, destaca.

O espetáculo utiliza o recurso da metalinguagem, que leva o público a mergulhar no universo do teatro por trás das coxias. Na trama, os personagens são atores e se dividem entre a encenação e os conflitos pessoais. Atores e personagens se fundem durante a peça, que traz drama, humor e muita música.

A Cia. de Teatro do Conservatório de Tatuí é um grupo pedagógico-artístico que tem em sua formação alunos bolsistas, professores e monitores. Suas atividades garantem aos estudantes a experiência de atuar ao lado de profissionais, constituindo-se uma ferramenta essencial na sua qualificação para o mercado de trabalho.

Apoio cultural – O Conservatório de Tatuí conta com apoio cultural CCR SPVias e Coop.

SERVIÇO
Cia. de Teatro do Conservatório de Tatuí
Espetáculo “Companhia Mambembe de Variedades”
Rogério Vianna, coordenação
Data: 23 e 24 de março, sexta e sábado
Horário: 20h00
Local: Teatro Procópio Ferreira
Rua São Bento, 415, Tatuí

Entrada franca

quarta-feira, 21 de março de 2018

Música e teatro animam a agenda cultural do Conservatório de Tatuí


Vários grupos artísticos da escola se apresentam nesta semana, todos com entrada gratuita

O Conservatório de Tatuí – instituição da Secretaria da Cultura do Estado – oferece nesta semana uma agenda cultural bem variada. O Grupo de Choro se apresenta hoje, dia 20. O Grupo de Percussão toca na quinta, dia 21, e a Cia. de Teatro apresenta duas sessões do espetáculo “Companhia Mambembe de Variedades, sexta e sábado. Todos os eventos com entrada gratuita.

O primeiro recital é com o Grupo de Choro, que se apresenta nesta quarta-feira, dia 21, às 20h00, no Teatro Procópio Ferreira. No programa, músicas de Ernesto Nazareth, Mauricio Carrilho, Luperce Miranda, Raul Silva, Jacob do Bandolim, Waldir Azevedo e muitos outros.

Na quinta-feira, dia 21, às 20h00, será a vez do Grupo de Percussão subir ao palco do teatro. Entre as obras escolhidas, destacam-se “Pandeirando” de Douglas Gutjahr, “Gainsborough” de Thomas Gauger, “Prime time” de Felix Rühling e “Concerto para tímpanos e grupo de percussão” de John Beck, que terá solo do percussionista Luis Marcos Caldana, coordenador do grupo.

Além de todas essas opções de música, a Cia. de Teatro do Conservatório de Tatuí fará duas sessões do espetáculo “Companhia Mambembe de Variedades”, na sexta, dia 23, e sábado, dia 24, às 20h00. A peça trata das incertezas e dos conflitos que acometem mãe e filho quando o mais jovem decide romper o cordão umbilical e ir atrás de seus sonhos. É uma reflexão sobre o amor maternal, com suas qualidades e seus defeitos.

A peça é inspirada na obra “Vem Buscar-me que ainda sou teu” de Carlos Alberto Soffredini – dramaturgia que tem como pano de fundo a peça “Coração Materno” de Alfredo Viviani e a canção homônima de Vicente Celestino. “No espetáculo, a receita do coração materno adicionou em excesso a relação do envolvimento mental entre filho e mãe. Ele, aprisionado ao cordão umbilical, não consegue realizar seus próprios desejos, o que o transforma em um ser sem identidade, incapaz de distinguir a realidade de um pedido quase que infantil”, destaca o coordenador da Cia. de Teatro, Rogério Vianna.

Apoio cultural – O Conservatório de Tatuí tem apoio cultural de CCR SPVias e Coop.

SERVIÇO
Grupo de Choro do Conservatório de Tatuí
Alexandre Bauab Jr., coordenação

Data: 21 de março, quarta-feira
Horário: 20h00
Local: Teatro Procópio Ferreira
Rua São Bento, 415, Tatuí
Entrada franca
Grupo de Percussão do Conservatório de Tatuí
Luis Marcos Caldana, coordenação

Data: 22 de março, quinta-feira
Horário: 20h00
Local: Teatro Procópio Ferreira
Rua São Bento, 415, Tatuí
Entrada franca
Cia. de Teatro do Conservatório de Tatuí
Espetáculo: “Companhia Mambembe de Variedades”
Rogério Vianna, coordenação

Data: 23 e 24 de março, sexta e sábado
Horário: 20h00
Local: Teatro Procópio Ferreira
Rua São Bento, 415, Tatuí
Entrada franca


Informações para imprensa:
Conservatório de Tatuí
Sabrina Magalhães – (15) 3205-8464 – comunica@conservatoriodetatui.org.br

Secretaria da Cultura do Estado de São Paulo
Gisele Turteltaub – (11) 3339-8162 – gisele@sp.gov.br
Gabriela Carvalho – (11) 3339-8070 – gabrielacarvalho@sp.gov.br
Stephanie Gomes – (11) 3339-8243 – stgomes@sp.gov.br
Damaris Rota – (11) 3339-8308 – drota@sp.gov.br
Marina Teles – (11) 3339-8164 – mteles@sp.gov.br




terça-feira, 6 de março de 2018

Eu em Mim

exausto de mim
de me ver e não ser
de ser e não permitir
de permitir e não acontecer

cansei de ser o cara
de explicar o que é inexplicável
de responder o que não tem pergunta
de encontrar o que é pra ser escondido

fadiguei-me de me cansar
de cuidar de mim depois de ti
de estar aqui e depois, pra mim
de responder você e se der pra mim

há um vazio
algo inexplicável
algo incompreendido
algo que se cura, antes machuca

exaustão

cansaço
fadigação
e eu em mim


Rogério Vianna, 06/03/2018

quinta-feira, 22 de fevereiro de 2018

Museu Paulo Setúbal recebe exposição de “Entre Lâminas e Pincéis” de José Carlos Cupperi

O Museu Histórico Paulo Setúbal, equipamento de cultura da Secretaria de Esporte, Cultura, Turismo, Lazer e Juventude, realiza na sexta, 02 de março, às 19h a abertura oficial da Exposição “Entre Lâminas e Pincéis” do médico e artista plástico José Carlos Cupperi.
A exposição “Entre Lâminas e Pincéis” produzida por meio de desenho, dobradura, recorte e aplicação formam o equilíbrio entre as cores e formas nos painéis/telas que há dois anos Cupperi vem reproduzindo para compor suas obras que iniciou por meio do papel sulfite branco e passou para o papel espelho colorido.
Há doze anos desenvolvendo a técnica da dobradura e recorte, Cupperi reuniu milhares de recortes de diferentes formas entre si. O artista contabiliza em seu acervo mais de 3.500 crucifixos recordados com características diferentes um do outro.
A delicadeza no confeccionar um recorte está no olhar aguçado do artista que desde criança teve grande apreço pela arte portuguesa, utilizada pela avó materna Maria Joana, para enfeitar as prateiras dos armários e cristaleiras. Com o passar dos anos o interesse pela reprodução da técnica foi tomando forma, e de um único plano o artista foi desenvolvendo habilidades para traçar mais planos num mesmo recorte, que ora com bisturi, ora com estilete, ora com tesoura produz centenas de formas.
Como um trabalho incentiva o desenvolvimento de outro, o artista foi aguçando a curiosidade em colar essas diversas formas num mesmo painel, numa mesma obra, equilibrando as cores e as formas numa composição que reflete a composição do artista, gerando obras que cria sentimentos dos mais diversos a quem a aprecia e que pode servir para compor os mais diversos ambientes.

A exposição “Entre Lâminas e Pincéis” fica aberta gratuitamente, de 03 de março a 06 de maio de 2018, de terça a domingo das 09h às 17h no Espaço de Exposições Temporárias do Museu Paulo Setúbal.

Sobre Cupperi

Dr José Carlos Cupperi é médico formado pela Universidade Federal do Paraná mas mesmo antes de ingressar na Universidade já se interessava pela pintura, seu primeiro quadro do ano de 1965 foi pintado sem ter havido estudo algum, por isso o artista é um autodidata e sempre veio desenvolvendo diversas técnicas. Essas habilidades e o olhar artístico o levaram a especialização em cirurgia plástica no Rio de Janeiro na década de 70. Durante anos sua principal técnica foi o óleo sobre tela. No final da década de 90 por passatempo começou a recortar papéis, coisa que era uma brincadeira de infância e desenvolveu incrivelmente essa habilidade evoluindo a cada "brincadeira". Com essa técnica começou a recortar e usar desses recortes para desenhar joias onde sua principal atenção dotou-se da extrema religiosidade do artista que tem centenas de recortes de crucifixos. Em 2015 sofreu um aneurisma e ficou em estado grave. Ao se recuperar voltou ao seu ateliê com afinco e decidiu juntar as técnicas de recorte de papel usando tesoura e bisturi com a pintura de óleo sobre tela. Aí criou-se a maravilhosa, colorida e alegre coleção que dá nome à exposição